Colposcopia e Vulvoscopia

A colposcopia é um exame que permite a visualização da área do trato genital inferior ( vagina e colo uterino) com um aumento de 10 a 40 vezes do tamanho normal. Quando a área visualizada é a vulva (parte externa do trato genital), o exame é denominado Vulvoscopia.

Estes exames são grandes aliados no diagnóstico e tratamento do HPV (o Papilomavírus Humano).

A Colposcopia é indicada nos casos de resultados anormais do exame preventivo de câncer do colo uterino (Exame de Papanicolaou) e nos casos onde foi notado alguma alteração no exame ginecológico.

Já a vulvoscopia é indicada quando foi notado alterações no exame ginecológicos (lesões, verrugas, coloração anormal) e em casos de prurido ou dor vulvar

A Colposcopia e a vulvoscopia ajudam no diagnóstico e planejamento do tratamento.  Os exames são realizados no próprio consultório médico com a paciente na mesa de exame, em posição ginecológica.

Se áreas anormais forem diagnosticadas durante a Colposcopia/vulvoscopia, é realizada uma ou múltiplas biopsias para ajudar no diagnóstico. A biópsia nada mais é que a retirada de pequeno fragmento de tecido da área anormal. As amostras obtidas são, então, enviadas ao laboratório para serem examinadas por um médico patologista.

 

Cuidados que se deve  ter antes de realizar a colposcopia ou a vulvoscopia

É aconselhável ter disponível uma cópia do último exame preventivo ( Papanicolaou) ao submeter-se ao exame colposcópico.

 

Para a realização dos exames é importante:

– Não ter relações sexuais dois dias antes do exame

– Não introduzir nada na vagina como, por exemplo: medicamentos vaginais, cremes e tampões

– Não realizar duchas vaginais

– De preferência, não estar menstruada

–  Aparar os pelos da vulva com tesoura (não depilar nem raspar com lâmina), dois dias antes do exame

– Caso saiba ser alérgica a IODO, não se esqueça de avisar o médico responsável pelo exame

Dúvidas frequentes

Gestantes podem fazer a vulvoscopia e a colposcopia normalmente

 

Nos dias que se seguem ao procedimento, é possível que haja um corrimento de coloração acastanhada. No caso de biópsia de vulva um pequeno desconforto no local da biópsia é esperado.

Durante um período mínimo de 48 horas, qualquer trauma local deve ser evitado, incluindo duchas vaginais e relações sexuais, bem como exercícios físicos intensos